NBR 13734 - ROUPAS HOSPITALARES

ABNT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS.
NBR 13734 - ROUPAS HOSPITALARES - CARACTERÍSTICAS

Tabela – Padronização dos tecidos para uso hospitalar.

textil

(a) Felpa dupla com três tramas 2x2
(b) Composição :  urdume :  algodão
Trama :  poliacrilonitrilo ( acrílico ou polipropileno ou misturas variadas )
(c) Tecido pré-encolhido
(d)  CO –   algodão
       PES -  poliéster
Notas  Variação dimensional, os valores expressos são máximos
 Tecido T2 – os felpudos devem conter na base (estrutura) no mínimo 90% de algodão. A felpa deve ser composta de fibras 100% algodão.
 Tecido T6 – o tecido de composição 50CO/50PES deve ser composto em mistura intima

 

Esclarecimentos :

Resistência a tração  - resistência dos tecidos quando submetidas a uma força longitudinal até o rompimento.
Solidez de cor – resistência da cor dos materiais têxteis aos diferentes agentes aos quais o material possa ser exposto duarante sua fabricação e uso subseqüente.
Pilling – formação de bolinhas na superfície do tecido causado por algum tipo de abrasão e podem ser resultado de fobras de algodão curtas  ou assossiado á baixa qualidade do poliéster e da característica inerente da fibra em acumular eletricidade estática.
Densidade – é o numero de fios de urdume e trama por metro linear
Gramatura – peso por unidade de medida ( gramas por metro 2 ou metro linear )
Alteração dimensional – Encolhimento - No processo de fabricação as fibras são submetidas a estiramento, e quando esta força é liberada, nem todo o estiramento é recuperado.


Como escolher os tecidos.

 Testando amostras – submeter tecidos comercialmente oferecidos de 25 a 100 lavagens.
  Vantagens : 
Boa avaliação do desempenho e possibilidade de melhor custo.
  Desvantagens 
Tempo consumido nos testes, riscos de não receber o material definido e problemas em caso de devolução.

 Comprando pela norma – NBR 13734
  Vantagens :
Garantia de qualidade, padronização de tecidos , redução de custos a médio e longo prazo, aumento na durabilidade e solidez de cor dos tecidos, maior facilidade de devolução e reposição pois as compras serão baseadas em norma técnicas.
Desvantagens:
Numero menor de participantes em licitações, ligeiro aumento de custo na aquisição.

 Nota:
1. Quanto maior a densidade maior será a durabilidade do tecido quanto a danos mecânicos.

2. Quanto maior a solidez ao hipoclorito e á lavagem , maior será a resistência da cor .

3. Quanto maior o numero de fios e a gramatura, maior a durabilidade do tecido e resistência a dano mecãnico.

4. Padronagem  pode-se definir vários tipos de tecidos para diversas utilizações mas utiliza-se na maioria os seguintes padrões  para compra de :

· Lençóis e fronhas , quando se utiliza o processo peroxidado até 50ºC,  recomenda-se o T6 50% CO e 50% PES, pois a fibra mista tem uma melhor lavabilidade , uma boa resistência a tração , um melhor acabamento , necessita menos temperatura para o passamento das roupas, ficar atento ao uso de temperatura acima de 60ºC na lavagem.
· Campos e roupas cirúrgicas , recomenda-se o T3 e/ou T4 , pela sua capacidade de absorção de líquidos, e hidrolifia, e grande resistência a tração.
· Toalhas de Banho e rosto , recomenda-se o T2, com 90% de algodão e 10% de poliéster.
· Pijamas e aventais , sugere-se o T 6  100% aldodão.pré- encolhido.
· Para os demais de acordo com as especificações técnicas.
· O uso de perborato de sódio ativado permite a padronização das roupas por cor para os setores.